quinta-feira, outubro 21, 2010

...

O que dizer quando parte um amigo... e sobretudo quando nada o faz prever. Alguém simples e incompreendida, a Paula dos Rebuçados, como lhe chamava a minha filha, partiu e por cá fica um rasto de incertezas em relaçäo à estranha forma como vivemos esta fugaz passagem pela vida.
"O céu é demasiado grande e cabemos lá todos" disse eu ao meu filho numa estúpida tentativa de explicar a morte, a única coisa que näo lhe soube explicar foi a saudade.
O teu lugar ficará para sempre guardado no CoroMusicarte...

2 comentários:

mkl disse...

Quero deixar-vos o meu agradecimento e o da Mãe pela lindissíma homenagem que fizeram à vossa amiga e colega de coro e passeios.
Tenho a certeza de que ela ADOROU. Beijinhos a todos

mkl disse...

Margarida Barreiros, irmã da Paulinha dos rebuçados